THUANNY VIEIRA Audiovisual
Foto do candidato

Nascimento 29/06/1991
Palmas - TO

PROPOSTAS

A principal intenção é fortalecer o cenário de políticas públicas culturais para o setor audiovisual no estado do Tocantins. Com ampla pesquisa e conhecimento sobre políticas públicas audiovisuais no Brasil e no Tocantins, a gestão que proponho é propositiva e assertiva, no intuito de alavancar as produções já existentes e oferecer mecanismos para as novas produções e formações, contemplando toda a cadeia produtiva do audiovisual: produção, exibição e distribuição.

CURRÍCULO

THUANNY VIEIRA é doutoranda em Ciências da Comunicação e mestre em Cinema pela Universidade da Beira Interior (UBI) em Portugal, graduada em Comunicação Social, na Universidade Federal do Tocantins (UFT). Lecionou Tópicos Aplicados à Comunicação, na qual abordou Cinema Periférico na UFT em 2019. Foi coordenadora de comunicação e produtora da Residência Artística na Colômbia do 13º Festival Chico em 2018, do qual também realizou a produção executiva na sua 12ª edição em 2013. No mesmo ano realizou a 1ª assistência de produção do longa-metragem “O Barulho da Noite”, de Eva Pereira, o primeiro do Estado a ser contemplado pelo FSA/Ancine. Atuou na 10ª edição do Festival de Cinema BrasilCine na Suécia como assistente de produção (2016). Foi responsável pela distribuição em festivais internacionais de cinema dos filmes produzidos pelos acadêmicos da (UBI), bem como a preparação do material de promoção dos filmes (2016-2017). Na Espanha, atuou no Centro Cultural Las Armas, no projeto Film-Nic na qual era responsável pela promoção e produção de conteúdo para imprensa, também realizou a curadoria da Mostra América Latina (2016). Fez a  direção de arte do média-metragem Ouça-me (2015). Também possui formação em mediação de leitura e teatro pelo Sesc-TO e atuou no campo da literatura e teatro nos projetos Doce Leitura (projeto premiado pela Fundação Biblioteca), e o Leitura Encena realizado em Minas Gerais (contemplado pelo Ministério da Cultura). Nos quais elaborou, coordenou e também foi instrutora. Ambos projetos atenderam alunos da rede especial de educação (2011-2014). É válido destacar, que também coordenou a ONG Casa da Árvore por dois anos que incluía jovens em situação de vulnerabilidade social em Palmas no universo do audiovisual e tecnologia (2010-2012).